6 pilares para seu sucesso: tudo começa com a AUTENTICIDADE

Autenticidade é o reconhecimento coletivo de toda a identidade individual, seja pessoal, empresarial, de produto, serviço, cooperação e solidariedade e se apresenta como uma marca, como um registro.

Exemplos de Autenticidade existem inúmeros: documentos de identidade, os CPFs e CNPJs, os nomes de produtos rotulados ou não, as marcas, os nomes de empresas, de organizações sociais, de governos, parlamentares, uma cidade, um país, funcionários púbicos e privados, são exemplos de Autenticidades e a razão disso são duas palavras: origem e história.

Para que aceitemos que algo seja Autentico há a necessidade de sabermos sua origem, de onde veio, como foi criado, com que propósito existe. Porque? Para que? Formando assim, elementos históricos que determinem um compendio de fatos formadores de Imagens pessoais e institucionais.

O pensador alemão Frederick Nietzsche definiu a Autenticidade como “verdades canônicas, ilusão massificante ou uma soma de eventos e de relações humanas”, que foram enfatizadas, transpostas, enfeitadas, e que, após longo uso, parecem a um povo, sólidas e obrigatórias.

Descrevo aqui comentários muito apropriados de Fábio Beltrami, mestre em filosofia pela Universidade de Caxias do Sul, RS – Brasil a respeito dos pensamentos de Charles Taylor, filósofo e professor de ciências políticas da Universidade McGill de Montreal, Canadá, possivelmente o maior estudioso sobre o tema Autenticidade, que assim se manifesta em seu livro ¨A Ética da Autenticidade¨:

  • A relação entre autenticidade e multiculturalismo envolve elementos fundamentais da sociedade contemporânea, como a formação das identidades, a política do reconhecimento, a comunicação de massa determinando o que as pessoas e organizações experimentam como sendo a perda ou o declínio de propósitos construtivos, embora a humanidade permaneça em um desenvolvimento contínuo.

Como descrito em nossos cursos e seminários “Você Refazendo…”, a isto chamamos Experimentação, dentro do conceito “Observação, Experimentação e Realização”Luiz Bosio, 2016.

Seguindo o pensamento de Taylor em relação a Autenticidade, a primeira fonte de preocupação é o “individualismo” e seu lado sombrio:

  • O centrar-se em si mesmo, que nivela e restringe a vida dos indivíduos, empresas, produtos ou relações políticas e governamentais, tornando-os pobres em conceitos e menos preocupados com a sociedade.

Diz Taylor que:

  • Há pelo menos dois séculos, a sociedade vem se debatendo sobre o individualismo, sobre a falta de sensação que as pessoas, grupos e sistemas de relacionamentos têm de, em havendo algo maior, algo pelo qual valha a pena morrer. Afirma que o “individualismo” acaba por gerar o que denomina ser “uma ordem maior que perdeu seu encanto”.

A segunda fonte de preocupação de Taylor em relação a Autenticidade é

  • a “primazia da instrumentalização da razão”, ou o tipo de racionalidade em que se baseiam os indivíduos e a sociedade diretamente na relação custo/benefício ou a eficiência máxima como medida de sucesso, ligada, diretamente, à primeira preocupação a ponto de as criaturas e sistemas poderem vir a ser tratadas como matéria-prima ou instrumentos de projetos, em busca dessa máxima eficiência.
  • A consequência disso é “uma cultura do narcisismo” e do individualismo de autorrealização, onde há negligência com relação a restrições externas, sejam elas históricas, sejam elas sociais e naturais, todas, no entanto com uma origem.”

A terceira preocupação Charles Taylor é

  • “a razão instrumentalizada” consequência do individualismo e ou modelo impositivo voltado ao individualismo como forma de conquistas, a ponto de tolher a liberdade. Assim, alternativas para o uso da autenticidade, buscam elencar, analisar e criticar as posições do próprio pensamento atual sobre o tema, identificando vertentes que permitem pensar a autenticidade como um ideal onde que devemos recobrar nosso sentimento de existência e conectá-lo a um todo maior.

Encerrados os comentários de Charles Taylor em relação a Autenticidade, retomamos nosso pensamento sobre o tema.

Tanto em relação as pessoas quanto as organizações, há um desejo intrínseco de reconhecimento como algo construído e apresentado com esmero, sem erros, sem insucessos, sobretudo que privilegiam a ética e o bom comportamento para que iniciativas pessoais prosperem e, para que, produtos e serviços com resultados econômicos, tenham vida longa e perene.

A Autenticidade, seja ela pessoal, empresarial ou social tem como origem alguns fundamentos que acompanham as atitudes individuais e coletivas a partir de processos educativos notáveis, quais sejam:

  • a ÉTICA, que é o reconhecimento pessoal ou coletivo das ações individuais e de comportamentos tidos como corretos;

  • a CERTEZA, que é amparada pela Determinação em realizar sempre o melhor para si mesmo e para todos;

  • a CORAGEM em agir, com iniciativas em busca de resultados coletivos sem prejuízos a terceiros;

  • a FIDELIDADE, como pressuposto de bons pensamentos e atitudes, ainda que adversidades surjam – e sempre surgem, para a realização de qualquer empreendimento; por fim, a busca pelo

  • MELHORAMENTO CONSTANTE, aprimorando relações pessoais, sociais, políticas e empresariais.

Quase sempre, quando nos referimos a Autenticidade, de pronto pensamos em atitudes e ações que são determinantes para a formação comportamental, para as realizações empresariais ou políticas, para a criação de produtos e serviços, para que através deles, seja possível auferir receitas financeiras corretas a partir de sua comercialização, cumprindo assim um dos fundamentos das relações de sociedade que é o consumo, gerando garantias de responsabilidade social, empregabilidade, pagamento de impostos, empreendedorismo e lucro – este em relação as ações de iniciativa privada e, melhores serviços governamentais pela aplicação dos impostos arrecadados a favor da sociedade.

A Autenticidade será sempre uma ¨Formadora de um Estilo Próprio¨ de apresentação que sem dúvida cria influencias a sociedade, desenvolvendo modelos de imagem e atitudes quando pessoais e modelos de imagem institucional quando relacionada a produtos e serviços, como demonstração de confiança intrínseca que advém da segurança com que pessoas, empresas e organizações observam como resultado de criações.

Exemplo clássicos de Autenticidade estão presentes em produtos oferecidos ao mercado de consumo de alimentos embalados.

Em uma observação rápida de um produto em oferta e sem saber do conteúdo de sua embalagem, uma vez que a boa imagem dos fabricantes está presente em seus rótulos, com nome de produto, formulação, cor representativa de imagem, logomarca como demonstração de apelo de vontade em consumir com segurança, sem qualquer dificuldade e desde que o preço satisfaça o consumidor, o que se apresenta embalado como forma de satisfazer o desejos de consumir, é adquirido com total segurança.

A Autenticidade é formada pelo conhecimento das origens e pela formação da história dos acontecimentos, exatamente como descrito no pensamento de Charles Taylor.

Também nas relações pessoais emocionais, a Autenticidade está presente no inicio de um namoro, por exemplo, cujo desejo inicial será sempre o de que as relações primeiras de conquista e aceitação se perpetuem…

Nas relações empresariais e sociais nada é diferente: as relações de conquistas e aceitações presentes nas ações de oferta e consumo de produtos e serviços são sempre carregadas de desejos de continuidade, para se perpetuarem com sucesso.

“Desenvolvimento de Aptidões de Liderança, Foco e Planejamento Empresarial” para orientar e iniciar no desenvolvimento dos primeiros passos rumo ao seu melhor desempenho e enfrentamento destas oportunidades e desafios, é o objetivo maior para começar a vivenciar, por meio de orientações e práticas, os 6 Pilares do Sucesso:

Autenticidade | Verdade | Objetividade | Realidade | Temporalidade e Responsabilidade.

Nas próximas postagem, irei explorar o pilar Verdade, para que compreendam o valor e a importância deste desenvolvimento em sua jornada pessoal, familiar, social e profissional.

Deixe seus comentários e sensações. Isso ajuda a aprimorar nossa caminhada pelos pilares.

Para conhecer mais sobre minhas mentorias, cursos e publicações acesse

Luiz Carlos Bosio

#fatorsyn!

Luiz Carlos Bosio

0 responses on "6 pilares para seu sucesso: tudo começa com a AUTENTICIDADE"

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto executado por Carolina Figueiredo Marketing Digital ©. Todos os direitos reservados.
Scroll Up