Já parou para pensar no desafio de quem encara a tecnologia da informação?

O grande desafio de quem atua com TICTecnologia da Informação e da Comunicação – e suas variantes, dentre elas os ERPEnterprise Resource Planning -, está na correta ação sistêmica de pontos a serem identificados, tais como:

Realizar a sinergia com os usuários

Isso significa entrar no cotidiano de cada um deles, em suas áreas de atuação e conhecimento, para, com a maior presteza e interação, colher as demandas que buscam dentro do turbilhão de dados. Identificar as prioridades para consultas rápidas, processar essa união de informações – respeitando as limitações das soluções adotadas – e, com habilidade, desenhar e desenvolver as rotas a serem atendidas.

Essa sinergia precisa ocorrer e, um dos grandes desafios é a abordagem, pois, certamente, acontecerá mais de uma vez… o que indica iteração em flux!

É sempre provável que alguma afinação e lapidação ocorra entre o que se busca como usuário e a tradução possível dentro da solução. Finalmente, uma vez que o resultado esteja de acordo, acompanhar aleatoriamente por breve período de tempo, o usuário, para orientações, garantia do serviço realizado e satisfação.

Investir em aquisição de conhecimento

Assim como qualquer um de nós – ainda que não se lembremos – precisou de tempo, esforço, curiosidade e interesse para conseguir ficar em pé e caminhar quando bebês, o mesmo necessitará ser aplicado para, com paciência e dedicação, conhecer a solução de ERP e o gigante meandro de lógicas e algoritmos.

Aqui, além dos recursos disponíveis dos fabricantes de software e de seus distribuidores, deve-se buscar os grupos, os blogs, os nerds e os eventos, para ampliar a linguagem de troca de ideias e dúvidas. Com o passar do tempo e do trabalho/estudo, lentamente, vamos nos sentindo familiarizados com a lógica, a forma de se comunicar e passamos a interagir de maneira mais ativa, trocando sugestões e novas dicas.

Administração do Tempo

Desafio permanente. Afinal, são departamentos, são diretorias, são pessoas em suas atividades que buscam extrair as informações para auxiliar em suas tomadas de decisão.

Um plano de ataque que possa ser desenhado de maneira a ser cumprido, dentro das horas disponíveis é de grande valia. Identifica as prioridades – algo que deve nascer dentro do departamento – e serve de referência a cada um dos interessados. Avaliações semanais servirão de parâmetro para os envolvidos do departamento e ajudam a controlar as ansiedades dos que necessitam das informações.

Resiliência

Algo que deve ser parte presente e afirmo… super necessária!

O ato de viver a resiliência precisa ser parte da rotina de quem atua nessa interface Sistema – Hardware – Usuário.

Afinal, são três fontes de pressão e tensão. Acrescente a sua e de seu departamento e garanto que, se não praticá-la, de verdade, em breve estará em frangalhos. Minha sugestão: diariamente, antes de encerrar seu dia de trabalho, investir ao menos 5 minutos para relembrar os fatos e ocorrências, agradáveis e nem tanto.

Buscar respirar fundo e para aqueles nem tanto, visualizar você com outra abordagem e um resultado melhor para os envolvidos. Depois, agradeça a dinâmica das tensões – somos todos Energia em Movimento – e saia com seu Astral recarregado de aprendizado.

Isso importa e muito, syn!

Vontade de arriscar

Aqui é bom praticar o Ciclo PDCA.

E tratar de definir para cada momento do ciclo a aplicação dos ¨5W2H¨.

Depois de percorrer e sentir-se confortável com o que criou, debater com os de seu time, colegas, para afinação de ataque. Daí é partir para a realização. Considere revisar a cada volta completa do ciclo. Gera aprendizado e garante pequenas correções das falhas.

Ser autodidata

Finalmente, entendo que, para conviver com os desafios do ERP e das constantes mudanças, atualizações, correções e revisões, trate de construir aí dentro de você o perfil do eterno aprendiz.

Investir um período de seu dia em desenvolvimento pessoal é sadio. Abre novas sinapses. Desperta curiosidade e oportunidade de enfrentamentos internos das nossas sombras. A informação está mais do que disponível…. atire-se. Porém, com consciência de buscar ampliação mental e construir base e alicerces para fluir na aplicação.

A dinâmica dos que se aventuram e pulsam neste foco – TIC em ERP – serve de parâmetro para as demais atividades de sua Jornada de Vida.

Trate-se com carinho. Considere atuar em times.

Pois, de todas as profissões que conheço, essa provoca mudanças na nossa personalidade e colher com gratidão todo este turbilhão é extremamente necessário, syn!

Avatar

0 responses on "Já parou para pensar no desafio de quem encara a tecnologia da informação?"

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto executado por Carolina Figueiredo Marketing Digital ©. Todos os direitos reservados.
Scroll Up